A SAGA DA CERTIFICAÇÃO PMP®

A CERTIFICAÇÃO

Conforme site do PMI® a certificação PMP® é a certificação com maior reconhecimento no que tange o gerenciamento de projetos. É uma certificação reconhecida mundialmente.

A revista PMI Today® de abril/2014 traz a informação de que existem 605.909 PMPs no mundo, sendo que aproximadamente 32 mil estão na América do Sul e Caribe. No Brasil são 15.430.

PRÉ-REQUISITOS

Experiência prévia e ter no Mínimo 35 horas de formação em gerenciamento de projetos. Não é exigido um curso em um PMI® Rep.

Para comprovação da experiência, existem duas categorias:

  • Categoria I (profissionais com 3o grau completo): 4.500 horas de experiência nos últimos 6 anos;
  • Categoria II (profissionais com 2o grau completo): 7.500 horas de experiência nos últimos 8 anos.

 

Para mais informações acesse o PMP Handbook Full em Português

RELEVÂNCIA

Em 2000 tive o primeiro contato com o Guia PMBOK®. Nesta época a certificação PMP® ainda não tinha a visibilidade que tem hoje no Brasil. Como eu, muitos eram um tanto quanto céticos com esta certificação. As empresas também não tinham os profissionais certificados como preferência.

Em 2008 quando comecei a gerenciar projetos percebi que este cenário começava a mudar e que a certificação começava a ser um diferencial. Hoje em dia a certificação vem ganhando mais importância.

Mas é fato que não basta uma certificação para ser um bom gerente de projetos ou outra profissão. A experiência, como sempre conta muito.

A DECISÃO

Em 2012, com base nas mudanças que via pela frente e também que já seria hora de dar mais um passo na carreira, decidi fazer a prova.

Em janeiro de 2013 me associei ao PMI® a fim de ter acesso a materiais, webinars e, principalmente o Guia PMBOK®. De fato, considerando o custo dos Guias, já que eles disponibilizam outros Standards, e da prova, compensa ser associado.
Além disto, é importante ser associado a algum capítulo no Brasil, o que da descontos palestras, cursos, etc.

No momento que fui baixar o Guia PMBOK® (Janeiro/2013), descobri que tinham acabado de lançar a 5ª edição. Ai começaram as dúvidas e a principal delas foi decidir se me certificaria usando a 4ª edição ou a 5ª edição.

Naquele momento (Agosto-2013) não tinha uma versão em português. Como são exigidas horas de treinamento em gerenciamento de projetos, o qual encontraria somente em português, além de saber que alguns termos e fórmulas são traduzidos para o português, achei melhor estudar a 4a edição em português. Acrescento a isto a facilidade de encontrar simulados e informações em português.

Tendo tomado esta decisão e, por saber que somente até 31/07/13 poderia fazer a prova baseado nesta edição vi que não tinha muito tempo para estudar.

Decidi que marcaria a prova para junho para caso eu reprovasse, já tentar agendar a segunda tentativa para Julho para não correr o risco de ter que estudar tudo novamente baseado na 5a edição.

Mas para marcar a prova teria que cumprir antes as 35 horas de treinamento obrigatórias.

Após fazer o pagamento da prova, pode-se reagendar quantas vezes quiser com 30 dias de antecedência e fazer ate 3 tentativas durante um ano, sem pagar nada a mais. Com um período inferior a 30 dias a data da prova ate 2 dias antes, pagasse US$70 para remarcar. Na véspera pagasse uma nova taxa completa.

O ESTUDO

Para o estudo, nada melhor do que usar algumas técnicas de gestão de projetos.

Iniciei o planejamento para a prova e decidi montar um cronograma de estudos.

Decidi que iria procurar um e-learning para cumprir as 35 horas já que não teria disponibilidade para participar de um curso presencial durante uma semana toda ou por várias noites ou sábados, leria o Guia PMBOK® e como material de apoio adicional decidi usar o livro da Rita Mulcahy, o mais utilizado.

Como não tinha parâmetros para estimar em quanto tempo leria os livros, decidi ler um trecho do Guia PMBOK® e gerar uma estimativa paramétrica de paginas por minuto.

Tendo os requisitos definidos, a duração das atividades estimadas, montei o cronograma (Fig. 1). Para baixar a versão MS Project clique aqui.

Cronograma grande
Figura 1 – Cronograma do projeto – clique para expandir

Considerei estudar em média 1 hora por dia, incluindo o domingo. O sábado deixei para descanso, lazer, etc. É claro que durante 4 meses tem dias que não temos vontade de estudar nada. Neste caso eu recuperava me esforçando mais em outros dias.

O MS Project® (ou eu) tem dificuldade para trabalhar com dias menores que 8 horas com horas úteis à noite. Pra resolver isto, considerei 1 hora = 1 dia, ou seja, 1,5 horas viraram 1,5 dias no Project.

O TREINAMENTO FORMAL

Iniciei os estudos pelo e-learning da TI.EXAMES para poder cumprir as 35 horas obrigatórias para pagamento e agendamento da prova. Particularmente gostei do material e da ferramenta que eles utilizaram.

Também foram úteis os simulados ao término de cada módulo. Dava para já sentir a preparação para a prova e onde tinha dificuldades. Além destes simulados e possível fazer outros por área de conhecimento e também simulados do exame com as 200 perguntas em 4 horas.

A TI.Exames já está disponibilizando o treinamento baseado na 5a edição (atualização em maio/14: já disponibilizou)

O GUIA PMBOK®

A leitura do Guia PMBOK® não é uma leitura leve. Também como o próprio guia informa, não descreve como devem ser feitas as coisas, mas as ferramentas e técnicas que podem ser usadas no gerenciamento de projetos. Não traz muitos detalhes.

Algumas destas técnicas não são, ou, são pouco usadas na área de TI, que é a área que atuo. Em alguns momentos tive que recorrer ao material da TI.Exames e, em outros, uma pesquisada no Google ou um pedido de ajuda no Grupo do PMI® capitulo São Paulo no Linkedin já esclarecia.

PREPARATÓRIO PARA EXAME PMP 7a EDIÇÃO – RITA MULCAHY

O livro da Rita é um dos best sellers relacionados a preparação para a certificação PMP®.
Não é um livro barato, mas é totalmente focado na prova. Este livro pode ser encontrado no Mercado Livre a um preço melhor.

O livro foca nas atividades reais que o gerente de projetos deveria cumprir, se baseando no guia PBMOK®, mas não se prendendo a ele. Traz um diagrama relacionando as principais atividades por processos e usa este diagrama por todo o livro.

O livro reforça por diversas vezes que quem vai estudar para fazer a prova deve se considerar um gerente de projetos de um projeto muito grande, com centenas de pacotes de trabalhos, centenas de pessoas na equipe e um orçamento grande, para que faça sentido o uso de todos os processos, ferramentas e técnicas descritas no guia PMBOK®.

Uma parte interessante, para não dizer divertida e quando fala dos PMI-ismos. Um dos principais e que realmente vejo no mundo real e a expectativa de que o gerente de projetos pode salvar o universo. Eles são “maravilhosos”, “excelentes” e devem ser muito capacitados.

Ao término de cada capítulo tem questões que são mais próximas das questões da prova e o principal, uma explicação para cada uma delas. É importante responder todas as questões sem recorrer as respostas, mesmo que não tenha certeza. O livro prega isto para todos os exercícios e de fato faz sentido.

Um material complementar que a RMC Project Management, disponibiliza é o PM FASTrack®. São simulados por processos, áreas de conhecimento, além do simulado PMP® que simula a prova e do Super PMP® que traz perguntas mais difíceis que a prova.

Nos últimos 15 dias antes da prova me dediquei a fazer os simulados. Fiz o Super PMP® para
verificar meu desempenho nos moldes da prova e posteriormente fiz simulados por áreas de conhecimento respondendo pelo menos 50 perguntas de cada.

A PROVA

De fato somente ler o guia PMBOK® não é suficiente para fazer a prova. Experiência em gestão de projetos é básico e até por isto e pré-requisito para ser elegível.

Um curso voltado para a certificação também ajuda, já que muitas dicas são dadas, mas no meu caso, os simulados fizeram a diferença. Infelizmente não passamos por situações suficientes durante nosso trabalho que nos de embasamento para a prova. Lembre-se que conforme o livro da Rita descreve, a prova presume que você tenha vivido projetos que tenham passado por todos os processos do guia PMBOK®, o que para a maioria dos projetos não é viável. Além disto, deve-se pensar como o PMI® pensa e nem sempre é o que se vê no mundo real.

Faça simulados que espelhe a prova, com 200 perguntas e com o prazo de 4 horas para ver como esta sua capacitação. Leia os textos explicativos das perguntas que errar. No meu caso fiz dois simulados destes e levei mais de 3 horas para responder tudo. Escolha um momento que tenha pouco barulho e que não cause distrações.

A prova para a certificação PMP® tem perguntas situacionais, desta forma experiência e básico, além de ajudar a não se confundir nas respostas, já que em algumas perguntas existem mais de uma resposta que parece certa.

Das 200 perguntas, somente 175 são validas para pontuação, sendo 25 delas são perguntas teste que podem ser usadas nos próximos exames.

Antes de iniciar a prova, existe um tutorial para a prova de 15 minutos. Estes 15 minutos podem ser usados para anotar nas folhas de apoio as fórmulas ou algum item que tenha mais dificuldades. Algumas pessoas transcrevem os diagramas de processos para tentar mapear de qual processo a pergunta se refere, mas eu particularmente não achei útil. Somente transcrevi as fórmulas.

Muitos acham que devem decorar as ferramentas e técnicas, mas não é necessário. É necessário entender seu uso. Para a certificação CAPM® isto já seria útil, já que a prova é baseada no guia PMBOK®.

Algumas respostas já são descartadas de imediato por não terem relação com a pergunta. Outras trazem termos que parecem reais, mas não são.

Nas respostas que tem muitas opções pode-se ler a primeira opção de cada uma e já descartar as que não estão certas e ir fazendo isto até a última opção.

Com relação as perguntas, umas são muito extensas e trazem muitas informações irrelevantes. Normalmente a última frase é o que importa na pergunta, mas é importante ler tudo para ter certeza da resposta.

NO DIA DA PROVA

  1. Saia com tempo para chegar ao local da prova, lembrando-se de ver o mapa no dia anterior para não se perder. E dependendo do local, pode ter transito;
  2. Vá alimentado e leve um lanchinho para esperar o inicio da prova. Durante a prova não e possível comer nada. Um café ajuda. 🙂
  3. Todas as suas coisas irão ficar dentro do armário.
  4. Leve o documento com foto;
  5. Use roupas confortáveis. A sala tem ar-condicionado e pode prejudicar os que têm mais frio.
  6. Você será revistado;
  7. A sala e bem silenciosa e a que eu usei tinha “tampão” para o ouvido o que deixa ainda mais silencioso;
  8. Você será monitorado pelos responsáveis pela prova passando na sala e também por câmeras.

 

DURANTE A PROVA

Usei a estratégia de ir respondendo e as perguntas que fiquei com dúvidas fui marcando para revisão e anotando no papel para ter noção da quantidade.

Fui respondendo com calma para ter certeza da resposta.

Fui controlando o tempo e próximo à questão número 90 verifiquei que passaria de duas horas de prova para cumprir a metade das questões. Neste momento vi que a estratégia não estava dando certo e passei a responder mais rapidamente, tendo o risco de insucesso aumentado.

Acabei a prova com 15 minutos de antecedência e neste momento iniciei a revisão das questões marcadas nas primeiras 1,5 horas de prova. Foi bom, já que corrigi algumas respostas.

Faltavam ainda uns 5 minutos e fechei a prova.

Neste momento vem a ansiedade, já que o resultado sai na hora. Mas para piorar um pouco, o PMI® faz uma pesquisa o que aumenta a ansiedade.
Ao término da pesquisa e calculado o resultado e quando vem a aprovação vem a alegria.

APÓS A PROVA

A certificação tem validade de 3 anos e para recertificar tem que acumular 60 PDUs. Estes podem ser acumulados participando de palestras, cursos, com leitura de assuntos relacionados a gerencia de projetos e também com o trabalho como gerente de projetos.

Caso perca-se o prazo de recertificação perde-se o certificado e uma nova prova devera ser feita.

Boa sorte nos estudos!

 

* Cadastre seu e-mail no formulário existente no lado direito da página para receber informações sobre a publicação de novos artigos. O e-mail não será utilizado para qualquer outro fim.

Paulo Hakme, PMP®

6 Comments

  1. Estevão

    Paulo,

    Excelente post! Obrigado!
    Será que você poderia enviar por e-mail uma cópia do seu cronograma de estudos?
    Obrigado,

    Estevão.

    Reply
    1. Paulo Hakme (Post author)

      Estevão,

      Obrigado pelo retorno.
      Enviei para seu email.
      Abraços,

      Paulo Hakme

      Reply
  2. Vinicius

    Excelente artigo amigo!! Muito bom, parabéns!
    Poderia me enviar uma cópia do seu cronograma?
    Desde já, muito grato.

    Reply
    1. Paulo Hakme (Post author)

      Prezado Vinicius, bom dia.

      Fico feliz que tenha gostado do post e espero que também dos demais publicados.
      Qualquer sugestão fique à vontade para enviar um email para blog@gerentedeprojetos.net.br

      Quanto ao cronograma, pode baixá-lo clicando aqui.

      Obrigado.

      Paulo Hakme
      Blog do Gerente de Projetos

      Reply
  3. Frederico

    Excelente artigo. Estou atravessando esta saga.
    Pretendo fazer a prova em novembro. Estou com um cronograma de estudos até lá.
    Vc sabe como conseguir o fast track atualizado da Rita?
    um abraço.

    Reply
  4. Eder Guimaraes

    Otimo post!
    Poderia , por gentileza, me enviar o cronograma de estudos?
    Email: efguimaraes@gmail.com

    Abs e obrigado

    Reply

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *