FEEDBACK, COMO FAZER?

INTRODUÇÃO

Somos cobrados pela equipe por dar feedbacks, mas poucos tem a habilidade de faze-lo e o fazem no momento e frequência certa. É importante saber ouvir, já que uma “sessão” de feedback deve ser uma via de mão dupla, onde quem fará o feedback fala, mas também ouve.

O QUE É FEEDBACK?

Uma definição simples que gostei foi “Retorno construtivo sobre desempenho”.
Esta questão de construtivo é importante, já que o intuito do feedback é que as pessoas melhorem seu desempenho. Criticar sem construir pode causar mais danos do que não fazer o feedback.

“Feedback é um processo de ajuda para mudanças de comportamento, aumento de criatividade, melhorias de desempenho e para o desenvolvimento pessoal.”

“Feedback é um processo de alimentação que ocorre através do fornecimento de informações críticas para o ajuste de desempenho e performance de uma pessoa.”

Quando se dá feedback para outra pessoa, se fala do que é observado com relação a seu comportamento positivo e negativo e os efeitos deste comportamento.

TIPOS DE FEEDBACK

  • Formal: É o feedback agendado, que segue os processos da empresa, devendo ser registrado para posterior uso em alguma avaliação do profissional.
  • Informal: É aquele feito no dia-a-dia, “no café”, onde informalmente fala-se de alguma oportunidades de melhoria ou algum elogio a um bom trabalho feito.

O feedback pode ser positivo, quando se deseja que alguma ação permaneça, ou corretivo, quando algo precisa ser mudado.

COMO RECEBER FEEDBACK?

Antes de indicar como dar feedback é importante primeiramente saber receber, já que estes pontos influenciarão o recebedor do feedback, que estiver fazendo.

  • Ouça primeiro.
  • Mantenha a mente aberta procurando entender as razões do outro.
  • Faça perguntas para esclarecer pontos ou um resumo para garantir um perfeito entendimento.
  • Peça exemplos específicos de comportamentos que a pessoa tem observado em você, e pergunte por suas idéias de como melhorar suas habilidades e aprender outras novas.
  • Compartilhe o seu objetivo de desenvolvimento com suas fontes de feedback para ajudá-las o oferecer informações construtivas.
  • Evite tomar uma posição defensiva quando receber um feedback corretivo, mas discordar é permitido, desde que com argumentos, respeito e não agressões.
  • Se desculpe se necessário.
  • Agradeça um feedback positivo.
  • Certifique-se de que ficou claro o que é esperado.
  • Utilize-se do processo R. P. M.: R = REGISTRE: Quando alguém lhe dá feedback, registre-o como um fato. / P = PROCESSE: Tente entender o que a pessoa está lhe transmitindo, o que a levou a ter a percepção ou sentimentos que teve sobre seu comportamento. / M = MUDAR: (sim ou não)? Cabe a você, sem discutir o feedback, decidir se deve ou não mudar. Afina!, você é o gerente do seu comportamento.

POR QUE É DIFÍCIL RECEBER FEEDBACK?

  • É difícil aceitar nossas ineficiências e admiti-las perante aos outros.
  • É necessário confiar/acreditar no outro.
  • Sentimento de que a nossa independência está sendo violada.

REAÇÕES AO FEEDBACK

  • Negação.
  • Raiva.
  • Indiferença.
  • Aceitação.
  • Baixa estima.

POR QUE É DIFÍCIL DAR FEEDBACK?

  • Podemos temer as reações do outro.

COMO DAR FEEDBACK?

  • Estabeleça uma relação de confiança.
  • Reconhecer que o feedback é um processo de exame conjunto.
  • Escolha um local adequado.
  • Deixe claro o objetivo do feedback.
  • Preste atenção como quem recebe o feedback fala e como fala.
  • Baseie o feedback em exemplos práticos.
  • Seja específico sobre o ponto abordado e não generalista.
  • Foque no comportamento e não pessoas.
  • Indique ações que o indivíduo possa fazer algo à respeito.
  • Partilhe informações, não dê conselhos ou opinião.
  • Fale “eu” e não “nós” para assumir a responsabilidade quando for expor alguma percepção.
  • Preste atenção no seu corpo, sua voz, seu rosto, braços enquanto fala, garantindo que a mensagem sairá do jeito que quer que saia.
  • Evite julgamentos, não fale da pessoa por exemplo “Você fez isso… Você é assim…”, ao invés, “A maneira como feito isso… A situação que ocorreu… O jeito que foi feito…”.

O QUE NÃO FAZER?

  • Jamais viole o princípio da confiança.
  • Jamais viole o princípio do respeito.
  • Jamais contradiga ou desrespeite o princípio da ética.
  • Dar desculpas para não fazer o feedback.
  • Esperar muito tempo depois de um evento para fazer um feedback sobre ele.
  • Ser emotivo.
  • Somente dar feedback positivo para fazer um corretivo em seguida.
  • Comparar com outros.
  • Não dar espaço para ocorrerem as melhorias.
  • Evite o hábito de “colecionar figurinhas”: Ir juntando mentalmente diversas atitudes negativas do outro e depois “despejar um caminhão” de queixas é negativo para as partes e tende a tornar uma discussão destrutiva.

FEEDBACK DO FEEDBACK

É importante retornar à pessoa se o comportamento alinhado em uma sessão de feedback, principalmente corretivo, foi modificado de forma satisfatória, já que sem isto, este não consegue saber se as ações que tomou surtiram efeito.

CONCLUSÃO

O feedback é uma ferramenta muito poderosa se usada adequadamente, mas infelizmente muitas empresas não a utilizam ou não a utilizam corretamente, bem como os profissionais não estão capacitados a faze-lo.

REFERÊNCIAS

Feedback a arte de ouvir e falar: Kenneth Côrrea
MOSCOVICI, Fela. Desenvolvimento Interpessoal – Treinamento em Grupo – José Olympio, 2001
http://www.recantodasletras.com.br/artigos/1781852
http://www.administradores.com.br/

* Cadastre seu e-mail no formulário existente no lado direito da página para receber informações sobre a publicação de novos artigos. O e-mail não será utilizado para qualquer outro fim.

Paulo Hakme, PMP®

1 Comment

  1. kouprioc

    Não existe uma receita de bolo para isso ser feito, é uma questão de feeling durante a conversa. Existem pessoas que conseguem naturalmente levar um “papo” de feedback sem causar reações negativas. Isso se dá pelo fato de que liderança e gerenciamento são coisas totalmente diferentes em vários aspectos. Um líder participa ativamente do cotidiano, e seu envolvimento lhe da base total para criticas e elogios. Temos muitos gerentes competentes e bem preparados, com todas as receitas administrativas na ponta da língua, mas que como líderes são um verdadeiro fracasso! É ai que o feedback se torna motivo para reações indesejadas!

    Reply

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *