MINHA PRIMEIRA EXPERIÊNCIA COM SCRUM

SCRUM

Já tem algum tempo que tenho estudado o framework Scrum.

Em 2017 tirei a certificação PSM I da Scrum.org, o que dá um embasamento teórico e agora, no início de 2018 pude ter minha primeira experiência no uso do Scrum.

Como na fábrica de software não havia experiência com Scrum e eu também não tinha, usei como base os ensinamentos do curso que fiz e até o momento já finalizamos duas sprints e a terceira está em andamento.

IMPLANTAÇÃO

Abaixo os passos utilizados na implantação:

  1. Fiz uma apresentação sobre o básico do Scrum e apresentei para a equipe interna e a do cliente, dono do produto que desenvolveríamos;
  2. Apresentei um exemplo de backlog do produto ao Time Scrum e o PO (Product Owner) começou o detalhamento;
  3. Criamos a definição de pronto 1.0 (DoD);
  4. Definimos um template padrão para padronizar a entrada do requisito na sprint e servir como definição de preparado (DoR);
  5. Definimos o tamanho da Sprint, que ficou em duas semanas;

SPRINTS

Sprint 1

Iniciamos em uma segunda-feira a sprint com a reunião de planejamento, onde revisamos os conceitos desta cerimônia e o PO apresentou a primeira estória (com maior prioridade/retorno de valor) para o time de desenvolvimento, mas ficou definido que o time terminaria as implementações que já estavam em andamento antes do Scrum.

Foi definida uma meta para a Sprint e separamos algumas atividades. O quadro Kanban foi implantado com os post-its;

Iniciou-se a implementação da Sprint;

Durante a sprint alguns conceitos do Scrum foram reforçados e o PO foi trabalhando no backlog do produto;

Na segunda sexta-feira fizemos a reunião de revisão e retrospectiva, onde mais uma vez revisamos os conceitos das cerimônias.

O incremento de produto foi aprovado na reunião de revisão.

Da reunião de retrospectiva como melhoria ficou definido implantar a Daily Meeting, que apesar de ser uma cerimônia do Scrum, muitos tem restrição de fazê-la e por isto implementamos com calma. Além disto definimos a pontuação relativa de um dos entregáveis para futuramente implementar o Poker Planning;

Sprint 2

Na segunda-feira seguinte, sem intervalo após a reunião de retrospectiva, iniciamos o planejamento da Sprint 2.

Nesta reunião o PO reapresentou a estória prioritária e o time avaliou o tamanho sem utilizar qualquer técnica de estimativa e aceitou implementar a estória nesta sprint.

A separação das atividades gerou algumas dúvidas, principalmente na questão do tamanho das tarefas, pois é sugerido ter atividades de até 1 dia de duração para facilitar o controle, mas as tarefas foram definidas de forma mais macro e o quadro Kanban foi atualizado com os novos post-its.

O time de desenvolvimento começou a desenvolver.

Mesmo definido para esta sprint, demorou alguns dias para fazermos a primeira daily meeting, mas após definir horário e local saiu. Outras foram realizadas, algumas sem minha presença no papel de Scrum Master e o time passou um feedback positivo sobre a reunião.

Na reunião de retrospectiva definimos implementar a reunião de grooming (revisão de estórias e definição de estimativas) na Sprint 3 e também definimos novamente os pontos para a estória implementada. Como surgiram outros itens não previstos, estimamos pontos para eles também e com isto, após somar tudo, definimos a velocidade inicial do time.

Sprint 3

Na reunião de planejamento já utilizamos o poker planning para definir o tamanho das estórias apresentadas e duas foram selecionadas para a sprint com base na velocidade definida.

Foram adicionados novos integrantes ao time que está se reunindo “por conta” para alinhar definições e realizando as reuniões diárias. A reunião de grooming foi realizada e acabou facilitando a reunião de planejamento da sprint 4.

Sprint 4

Hoje (19/03) a sprint 4 iniciou.

CONCLUSÃO

Pelo pouco que tempo com a implantação do Scrum, já foram notados alguns benefícios. Ainda há necessidade de mudanças no mindset de todos, já que não estávamos familiarizados com o mindset ágil.

É fato também que neste projeto o Scrum encaixou devido às características do projeto, mas sempre é importante avaliar de acordo com o projeto/produto, pois nem sempre uma metodologia utilizada em um projeto se aplica da mesma forma em outro.

* Cadastre seu e-mail no formulário existente no lado direito da página para receber informações sobre a publicação de novos artigos. O e-mail não será utilizado para qualquer outro fim.

Se tiver interesse por algum assunto relacionado à gestão de projetos, envie um e-mail para bloggp@gerentedeprojetos.net.br com sua sugestão.

Paulo Hakme, PMP®

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *